domingo, 6 de março de 2011

Será desprezo?

Pensei tanto se escreveria isso aqui... Resolvi então desabafar. Um blog nada mais é q um diário, onde podemos colocar o q nos faz feliz mas tb o q nos incomoda profundamente.
Esses dias com o Pablo no hospital estão sendo cansativos (não vou mentir), mas tenho contado com a ajuda de muita gente q se revesa comigo, nem q seja pra eu passar uma tarde em casa com as crianças. Agradeço a todos por isso, de coração!
Somente uma pessoa NÃO se prontificou em me ajudar: minha mãe. Na verdade eu nem sei pq ainda me espanto pois sempre foi assim. Durante os 7 primeiros meses de vida o Pablo esteve internado na uti. Os avós podiam visitar todas as quartas-feiras e, acreditem, ela só foi vê-lo duas vezes! Engraçado q nosso relacionamento é totalmente normal. Não somos brigadas e nem vivemos em atrito, muito pelo contrário! Ela apenas nos ignora, como se não tivéssemos a menor importância pra ela. Pior q ela é incapaz de perceber isso (ou pelo menos finge ser) e tem sempre uma desculpa certeira q justifica tudo. Nem no aniversário de 2 anos dos meninos ela foi! Contamos com a presença do meu padrastro mas não contamos com a presença da avó das crianças. Isso é duro e me magoa profundamente.
Do avô (meu pai) nem falo pq é como um estranho pra mim. Jamais participou da minha criação e logicamente com os netos não seria diferente. Não sei por onde anda, o q faz.... e vivo bem melhor assim.
A avó (mãe do Lu) faleceu logo depois q nos casamos e o avô (pai do Lu) é totalmente indiferente. Nem sabe quem é quem pq só deve ter visto as crianças umas 4 vezes, no máximo.
De uma coisa serve tudo isso. Pra que a gente saiba exatamente como não deve ser uma mãe e um pai. Assim podemos fazer tudo diferente e ver nossos filhos sentirem orgulho da gente.
Um obrigada especial a tia Patrícia (sempre nosso anjo), a tia Leonor, o tio Playboy e a tia Alice. A todos os outros q estão longe mas sei q estariam ao meu lado e a Deus por me fazer feliz apesar de tudo.
Como meu marido mesmo diz: Quem perde são eles!

Abraço a três:

Pablinho no hospital... tá acabando:

26 comentários:

Ana Násily disse...

Ei amiga! eu não costumo comentar muito...as vezes a a culpa é a falta de tempo as vezes o medo de falar oq não deve ser dito.não sou uma pessoa que sabe oq dizer em momentos dificeis, me afasto até de Deus nesses momentos.enquanto as pessoas se proximam...eu sou o oposto. quanto ao fator mão e pai? sei exatamente oq vc esta passando e pensando!a minha é desse meeesmo jeito! sem tirar e nem por! e isso magoa...magoa muito! mas costumo dizer que oq Deus não me deu em matéria de mãe e pai, ele me deu em marido! e o seu tbm deve ser um marido maravilhoso! se apegue nisso, no seu marido nos seus filhos lindos...que o resto Deus vai suprindo com o passar do tempo.
mil bjs e fique bem...receba tudo de bom !!!

Mamae dos Gemeos! disse...

Nao fique triste com isso... Como você mesma disse: ´´ Quem perde são eles´´! Tem coisa melhor do que vc estar rodeada dessas 4 bençãos de Deus em sua vida? Tenho certeza que nao existe nada melhor que isso... Vc, seu marido e seus 4 presentes de Deus são uma familia linda...... Tenho certeza que muitos gostariam de estar em seu lugar.... Seus filhos estao cada dia mais lindos... eu babo neles...rsrs beijinhos Fiquem com Deus!

Lih disse...

Ai Flor..eu não posso opinar muito porque não sei o que é isso, meus pais sempre estiveram do meu lado e não sei o que seria de mim sem eles, não sei mesmo, pois ao contrário de você..talvez eu não tivesse ninguém...além da minha irmã.
A Márcia mamãe do Gustavinho também sempre fica triste por esse mesmo motivo e nunca sei o que dizer. Só sei que seu marido tem razão, quemperde são eles!
Você é uma mãe maravilhosa e seus filhos se orgulharão disso.
To orando pelo Pablinho..logo ele vai pra casa.

Beijos, fiquem com Deus.

Juliana Doerner disse...

Não fique chateada com essas coisas.. sei que machuca.. Passei por algo parecido, mas não com a minha mãe, e sei o quanto doi!

Sempre tenho passado aqui, fico torcendo por um post seu pra saber como o pablo esta, se eu morasse na mesma cidade que vcs eu ajudaria com certeza...

Seus filhos estão cada dia mais lindos...

Logo o Pablo estará em casa, vamos ficar pediando a Deus que seje a ultima internação.

Precisando estou aqui!

Beijos e beijos!

Tatty disse...

Eu posso te falar uma coisa: ás vezes amigos são melhores que alguns familiares, posso te dizer que minhas amigas de verdade tem mais consideração e contato com os meus filhos do que meus próprios parentes, e depois eu faço festa e não convido o familiar acha ruim, vai entender...
É uma pena a sua mãe ser assim, pq todo mundo que eu conheço adora ser avó e curte muito os netos.
A minha mãe tem bastante contato com os meus filhos e sei que se precisar ela está pronta para me ajudar.
Vc está sendo uma mãezona, faça a sua parte e não fique esperando nada dos outros. bjs

Liliane Arend disse...

querida acompanho seu blog e estou sempre orando por todos.
pois é, as pessoas têm uma certa maneira de 'ver' a vida ... ainda bem que ao longo da nossa caminhada sempre encontramos pessoas abençoadas e do bem.
não me canso de dizer que os amigos são a família que podemos escolher.
que o pablo volte logo pra casa
beijo
Liliane
londrescomfilhos.blogspot.com

sissi disse...

é dificil opinar entendo sua tristeza! mas Graças a Deus voce e seu marido são unidos e tem amigos que ajudam! desejo que logo o Pablo já esteja em casa e voce possa estar com os filhotes todos juntos, eles devem estar sentindo falta do Pablo e ele deles né? com certeza sua mae está perdendo uma fase linda dos netos! um abraço sissi

Fabyflor disse...

Me emocionei, pq não consigo me ver sem o apoio da mãe, então fico imaginando o quanto vc se entrisitece com isso.
Mas olhe como Deus é bom: ele te deu 4 estrelas da sorte.

bjs!

Ana. disse...

Não fique triste,talvéz seja melhor assim afinal ''Há males que vem para bem'',fique perto do seu marido e dos seus 4 liindoos filhos,se Deus quis assim assim será!
beijos

INAJARA FRANZ disse...

Robertha , não sei como achei teu blog ... fuçando por blogs de mães , e confesso que li tudooo e chorei muito , tenho gêmeos de quatro anos e mais um baby de três meses , te admiro demais , tua luta é legítima , tu é uma guerreira , desejo muita saúde para o pablo e os outros 3 da turminha , são todos um gostosos , uns fofos, comecei um blog à pouco tempo se qiseres me seguir:

http://maedemultiplos.blogspot.com/

apezar do nome do meu blog , acho que a verdadeira mãe de múltiplos é você né , linda essa familia , que Deus os guarde!

Julia Usui disse...

Não fique assim, imagino o qto é difícil, mais vc tem força suficiente p/ erguer a cabeça! Deus lhe recompensou com 4 presentes e amigos queridos.

Os gêmeos da Jú estão na torcida pela recuperação do Pablo, dá um bjão nele por nós?

bjusssss

sandra disse...

Beri, sei como é complicado problemas com a família. No caso da sua mãe, pode ser um mecanismo de defesa por se achar incapaz de dividir tamanha missão. Minha mãe que mora em Portugal se mostrou forte atá pouco tempo e esteve sempre ao nosso lado. Eu achei que ela não daria conta do recado, mas deu. ´Não posso dizer para vc não ficar triste, porque isso é impossível. Lá no fundo , com certeza ela tem uma explicação , mesmo que injustificável. Um dia tudo se acerta. E como diz o Lu, eles é que perdem.
Bjs Sandra.
As crianças estão lindas.
Pablo você é um GUERREIRO LINDO!!!!
Continua firme.

Maria Clara disse...

Oi, liga não, sua família agora é vc seu marido e os filhotes. Meu sogro se viu o neto uma vez é muito, e até hj nem uma meia de presente. Minha sogra por sua vez nos ajuda sempre que pode, e meu pai mesmo morando em outra cidade tbm. Mas agora é vc a mãe e seu amrido o pai, pronto, o resto é resto!! Muita força alegria e saúde pra vcs, estamos orando por vcs, bjs!!!

priscila disse...

BERI QUERIDA, ENTENDO SUA TRISTEZA, MAS ACREDITO QUE ISSO SEJA PQ ELA NAO SABE LIDAR COM ESSE SOFRIMENTO , DE INTERNAÇAO, E CORRERIAS DE MEDICOS TALVEZ SEJA ISSO, MAS QUEM ESTA PERDENDO SEMPRE SERA ELA E NAO VC MINHA QUERIDA, E TRISTE SIM ,MAS O MELHOR A FAZER E NAS SUAS ORAÇAOES PEDIR QUE DEUS PROTEJA E CUIDE DE SUA MAE, POIS VC ESTA SENDO A MELHOR MAE DO MUNDO PRA SEUS FILHOS, VC E DEMAIS... E O PABLO TA LINDOOO O TRIO TB TA DEMAIS...
BJS

Blog disse...

o Pablo é muito lindo!!! Ele é sereno...parabens por vc ser essa mae com tanto amor por eles.

Avozinha disse...

Eu, que sou Avozinha de 5 meninas e 3 meninos, não compreendo como se podem ignorar os netos, nossa coroa de glória na terra.
Abraço!

Carla disse...

hoje tive que vir aqui para ler este teu post. Os meus pais sempre foram pessoas desapegadas e isso talvez não me tenha feito tanto diferença como agora que sou mãe de 2 meninas. E compreendo o que sentes, porque sinto igual... sinto tristeza, sinto mágoa e às vezes até rancor. Acho que não são sentimentos que se devam ter e por isso tento exorcizá-los mas custa, lá isso custa. Os meus sogros é igual também... enfim... o teu marido disse sabiamente e cheio de razão, quem perdem são eles.
bjos e tudo de bom, muita saude para vocês para criarem esse quarteto magnifico,

Davi disse...

Beri, vc já tentou conversar com ela? Se vcs tem boa relação, então talvez falte um entendimento. No seu post não dá para entender o porquê dela agir assim, justamente pelo que vc descreve sobre o relacionamento entre vcs duas. Mas pode estar faltando alguma coisa. Às vezes ela não percebe que te magoa. Conversar sem ofender é sempre o melhor caminho. Veja como ela reage ao seu questionamento. Talvez ela consiga perceber que vc espera mais um pouco do que ela tem oferecido... E venha a mudar.
Não fique guardando isso. Converse, converse... E converse. Eu gostaria que meus filhos viessem a mim para esclarecer aquilo que incomoda. Comece por vc. Vai ser um bom exemplo pra seu quarteto, mesmo que eles não entendam agora.
DEUS abençoe vcs!

Professora Suzanne disse...

Pois é, irmazinha... essa mesma mãe nunca veio me visitar e só conheceu o netos pq eu os levei até ela... ela nao sabe onde moro, não sabe nada de mim aqui... já chorei mto por isso e e sempre convivi com a sensação de q ela nunca me amou. Nossa sorte é termos pessoas especiais q nos mostram q apesar do desprezo dos nossos pais, há quem nos ame mto.
Fica com Deus.
te amo e amo meus sobrinhos d++++

Cyntia, Afonso, Leo e agora um novo bebezinho disse...

É duro isso ne Beri... q por mais q tentamos ignorar esse tipo do situacao nao tem como... nos momentos de luta gostariamos de ter pessoas que amamos ao nosso lado..
Mas pelo q sempre fala, tem pessoas mtooo especiais ao seu lado...
E vc disse tudo... isso serve pra nos espelharmos e vermos o q nao devemos fazer...
Voce, tem Deus ao seu lado sempre... e pessoas q te amammmm mtoooo

Juliana disse...

Eu te entendo muito. Magoa quando pessoas que amamos ignoram nosso tesouros!
Mas, concordo com seu marido. Quem perde são eles!
Bjos!
Juliana Almeida
www.blogdabebel.com.br

kkfaria disse...

Beri, aqui é exatamente assim. Minha mãe tb mal ve a Jade e a gente mora a 2 quadras dela... tb não entendo... Mas nunca questionei... e Meu pai sabe lá Deus onde está!

Micheli Emilly disse...

ixi... amiga estamos no mesmo barco vc acredita q tb não briguei nem nada com a minha mãe ela até hj não visitou a Luisa hj com mais de 10 meses... moramos no mesmo bairro... e acredite não veio!! enfim mais antes da Lu completar 1 aninho levarei ela lá... fico arrasada!!!
espero q ela perceba a tempo q ela está deixando de curtir o tempo não volta!!
e ainda a Lu passou por uma operação cardíaca... com riscos... mais enfim... superamos td a td hora né?

nós aqui te amamos!!

Mari Hart disse...

Oi querida! Vim conhecer teu blog após a indicação de um anônimo hj nos meus comentários. Quadrigêmeos?! Meldels! Vc é uma guerreira!

Tive gêmeos e tenho mais uma pimpolha. Vi que seu filhote não anda muito bem, e vou te acompanhar para torcer por ele. Um dos meus gêmeos nasceu com lesão cerebral, hidrocefalia, desconforto respiratório, icterícia, anemia, o que resultou em uma paralisia cerebral. Ele tem 4 anos e não senta, não anda, não fala, mas é muito amado e feliz!

Um beijo grande na tropinha e positive vibrations! =)

Andreia disse...

Oi Robertha!
Fiquei uns dias sem tempo pra net, mas hoje não podia deixar passar por aqui pra dar uma olhadinha.
Tenha certeza que seus bebês têm uma mãe maravilhosa. E que Deus sempre vai estar por perto, mesmo quando pareça que não. Afinal de contas, ele não te daria nada que vc não fosse forte o suficiente para "tirar de letra". Tudo isso vai passar!
Embora a grande maioria sejam amigas virtuais, saiba que sempre oro por vcs. Vc foi muito importante pra mim, quando descobri que a Manu tinha Atresia de duodeno, hoje ela tá com 1 ano e 4 meses e maravilhosamente saudável. Mas foram meses de angustia, mesmo depois de feita a cirurgia (c/2 dias de vida), eu fiquei com medo durante muito tempo, sem dormir direito, ela tinha soluço e eu ficava apavorada... e eu sabia que um simples soluço é mais do que normal em bbs, pois eu já era mãe de um casal (hoje com 13 e 11).
Mas eu sempre lembrava de seu relato, sobre sua experiência, e no dia-a-dia do pós operatório, eu lembrava de cada passo seu e como sabia o que ia acontecer, tava sempre muito calma e ajudando em tudo que podia.
E se vc precisar de algo no RJ, tô por aqui pra ajudar.
Um Beijos, Andreia

liasergia disse...

Oi. É minha primeira visita aqui, e cheguei através da Mari Hart Dore.

Eu fiquei pensando sobre o que disse da sua mãe, e me ocorreu uma coisa. Por mais estranho que seja, uma vez que o relacionamento de vocês é normal, será que o distanciamento dela das crianças é medo de se apegar, porque no fundo ela tem medo do Pablo não sobreviver a tantos problemas?
A gente que ama quer pensar no melhor, acreditar que vai superar tudo e ele vai ficar bom. Mas é possível que este medo esteja passando pela cabeça dela, levando a esta atitude. É esquisito, eu sei, mas é possível.

De toda sorte, espero que sua família seja sempre feliz.

Beijos!

Quem está online

Barrigas!!!