sexta-feira, 24 de abril de 2009

Bem vindos a Holanda

A Beleza da Holanda
~ Emily Perl Kingsley ~

Costumam pedir-me para descrever como é criar uma criança com uma incapacidade - para tentar que pessoas que não passaram por isso o compreendam e imaginem como seria. É assim:

Quando vamos ter um bebé, é como planear uma viagem fabulosa a Itália. Compramos um monte de guias de viagem e planeamos uma viagem maravilhosa. O Coliseu. O David de Miguel Ângelo. As gôndolas em Veneza. Até podemos aprender algumas palavras em italiano. Tudo parece fantástico!

Depois de meses de uma grande antecipação, chega finalmente o dia. Fazemos as malas e partimos. Umas horas mais tarde, o avião aterra. A hospedeira anuncia "Bem-vindo à Holanda." E pensamos, "Holanda?!? Como, Holanda? Eu inscrevi-me para Itália! É suposto eu estar em Itália. Toda a minha vida sonhei em ir a Itália."

Mas houve uma mudança no plano de voo. Eles aterraram na Holanda e é aí que vamos ficar. O que importa é que não nos levaram para nenhum sítio horrível e sujo, cheio de doenças ou fome. É apenas um sítio diferente.

Então temos que ir comprar novos guias de viagem. E temos que aprender uma língua completamente diferente. E vamos conhecer pessoas novas que nunca teríamos tido oportunidade de conhecer.

É apenas um sítio diferente. É mais calmo do que Itália, menos vistoso. Mas, ao fim de certo tempo, quando olhamos à nossa volta, começamos a reparar que na Holanda há moinhos. Na Holanda há tulipas. Na Holanda até há Rembrandts.

Mas toda a gente que conhecemos vai e vem de Itália e todos se gabam das férias maravilhosas que lá tiveram. E para o resto da vida, vamos pensar "Sim, era para lá que era suposto nós termos ido. Foi isso que nós planeámos." E essa mágoa nunca, nunca, nunca irá desaparecer, porque a perda desse sonho é muito significativa.

Mas se passarmos o resto da nossa vida a lamentarmo-nos do facto de não termos ido a Itália, provavelmente não vamos libertar o nosso pensamento para usufruirmos das coisas muito especiais e encantadoras que a Holanda nos oferece.

Obs: O texto acima não é de minha autoria (como vc podem ver abaixo do título), mas expressa claramente todo meu sentimento e meus medos.
Lindo e super pertinente.

18 comentários:

tais disse...

Beri passo todos os dias aqui para saber de vcs e claro do Pablinho ...
Achei maravilhoso o seu relato e mais uma vez serve de exemplo a mim e muitas outras pessoas ...
Vc é forte e te admiro demais ..
bjs

rossanny disse...

Beri, q lindas palavras, amei o texto, com certeza assim temos um real noção de como é conviver com o inesperado.

Vc é uma pessoa muito batalhadora e a cada dia me surpreendo ainda mais contigo

Mais uma vez parabéns pela tropinha e q Deus continue abençoando vcs!!!

bjs

Morenalove disse...

Um grande bjo na tropinha !!!!!

PRA CONSUELO disse...

BERI,

QUE LINDAS PALAVRAS!!
A HOLANDA E TAO LINDA QUANTO A ITALIA!!!! E FICA NO MESMO CONTINENTE!!! EM POUCAS HORAS VC CHEGA LA!!!

BEIJOS.

DEUS TE ABENCOE!!

Márcia disse...

simplesmente lindo.
beijo grande

Adriana disse...

Linda descriçao de como enfrntar com dignidade, alegria, sabedoria e valentia os obstaculos que a vida nos da. Eu desde aqui do outro lado do oceano te envio oraçoes e muitas energias positivas para que esta familia maravilhosa e lutadora tenha muito logo o Guerreiro Pablo em casa.

Ana - www.nascerprematuro.org disse...

É isso Beri, por vezes a vida não é bem, bem como planeámos. Mas temos que seguir em frente, sempre em frente. Querias conhecer a Itália, mas de repente aterras na Holanda! A Holanda tem também os seus encantos, e com o coração, tenho a certeza que encontrarás muitos e muitos mais encantos!
Olha para a frente de forma lutadora, porque junto a ti só tens lutadores e um muito, mas muito especial!
Haverá dias menos bons, tenho a certeza, mas há algo muito superior à adversidade: O AMOR!
Aquele amor imenso e incondicional, aquele amor que tens no teu coração!
um bj
Ana
www.nascerprematuro.org

Cátia disse...

ADOREI o texto. Realmente a vida ás vezes não corre como planeamos, mas o truque está em nos adaptarmos ás circunstancias e tentar viver da melhor maneira. Acredito que da Holanda ainda vão passar para a Italia, que tudo se vai resolver pelo melhor. Mas se tiverem ficar na Holanda, realmente, é só aprender como viver lá. Beijinhos e muita sorte para os quadribebes.

Sofia disse...

eu tambem acho que a holanda tem coisas lindas, e que vale a pena aproveitar tudo o que tem para oferecer...
bjs para voces todos!

marta disse...

beri, vc nos surpreende a cada dia, sempre que entro passo para saber do pablinho, acompanho ja faz algum tempo mas nunca comentei mas hj estou simplismente emocionada com o relato...Parabéns guerreira vc é demais, mulher de força que Deus continue de dando essa força e que a alta do pablinho venha logo torço por vcs....

Julia disse...

lindo o texto. um abraço pra você e pra sua tropinha linda!

Sandra disse...

Lindo texto Beri!
Se me permitir gostaria de salva-lo no meu blog... Posso?
E o Pablinho, como está?
Fica com Deus.
Bjs

Márcia Castro disse...

Amiga sua Holanda é nossa Holanda também....e estamos na Holanda todas juntas...se precisar de mim sabe que pode falar...sei que não podemos entrar no seu coração e curar suas feridas...mas tenha certeza...Deus mandou ele pra voce pois sabia que só voce cuidaria dele direitinho.
Tenha certeza....a holanda, é muito mais bela que muitas Italias....
Beijos, Márcia Castro(mmc70)

Audrei disse...

Simplesmente...
um post lindo e emocionante de ler e refletir.
Peço a Deus todas as noites para continuar abençoando vc e sua família e admiro d+ sua força e sua fé!
Mil Bjus!

Dream disse...

A sua força faz-me sentir tão pequenina...
Não foi por acaso que Deus colocou esses meninos na sua vida, só uma supermãe poderia descrever assim esta nova etapa.
Gostaria de te deixar uma mensagem de esperança.Tive uma amiga que o seu bebé nasceu com morte aparente- não tinha batimentos cardíacos- mas os médicos conseguiram reanimá-lo. Os primeiros tempos- talvez 2/3 meses- foram de prognóstico reservado quanto a possíveis sequelas, com muitas consultas, fisioterapia, etc... Mas no caso dela o avião voltou a Itália. Hoje, o joão Pedro tem 7 anos, frequenta a escola normal, é um excelente aluno e não tem qualquer problema de saúde.
beijinhos e estamos a orar por você.
Tânia

Fernanda Bader disse...

Olá Beri...seu blog é realmente muito especial, e o texto é lindo!Desejo sorte à você e às suas crianças...me visite quando puder maternidadeeinfertilidade.blogspot.com. Com carinho, Fernanda Bader

Karen disse...

Lindo, emocionante! Tenho acompanhado sua história e nunca me esqueço do Pablinho, tenho certeza que vcs serão completamente felizes em breve com os 4 em casa!
bjos

claudir_mori disse...

Minha querida, era tudo o que eu precisava ler nesse momento. Acho que nunca li nada tão lindo em relação a este assunto!!!!
Obrigada pelo texto. E, mais uma vez, força força força... Parabéns parabéns parabéns> Beri, a mamãe mais guerreira que eu já conheci.

Jana Mori

Quem está online

Barrigas!!!